Microsoft constrói e integra Azure Location Based Services diretamente na nuvem

Por Sam George, Diretor de Azure IoT //

A Microsoft acredita que os avanços tecnológicos solucionarão muitos dos problemas criados na era industrial e ajudarão a tornar a sociedade mais segura, sustentável, eficiente e inclusiva.

Por exemplo, à medida que as empresas aproveitam o poder da Internet das Coisas (IoT) para conectar seus ativos físicos à nuvem, elas reduzem drasticamente o uso de energia e consomem menos recursos naturais. Embora os conhecimentos inovadores que as soluções IoT podem fornecer sejam significativos, eles podem ser ainda mais poderosos quando combinados com informações baseadas em localização.

No dia 28 de novembro, na AutoMobility LA, a Microsoft anunciou o preview público do Azure Location Based Services, uma nova oferta da nuvem Azure para alimentar a “Localização das Coisas”. O serviço inclui dados geográficos que podem conectar melhor cidades inteligentes, infraestrutura e soluções IoT e empoderar a transformação industrial, desde a manufatura até o varejo automotivo – e todo o resto entre as duas pontas.

Com disponibilidade prevista para este dezembro, o Azure Location Based Services fornece um serviço de localização prático para os clientes criarem mobilidade, rastreamento de ativos e outras aplicações geoespaciais que fornecem informações úteis através de um painel, uma assinatura e uma conta. O Azure Location Based Services também fornece às empresas a privacidade, a soberania de dados, a conformidade, a escala e a simplicidade que elas esperam dos serviços da Azure.

À medida que IoT continua a transformar as empresas, proporcionando ideias inovadoras e otimizações para ativos conectados, a localização torna-se ainda mais importante. Por exemplo, um departamento de transporte agora pode usar o Azure Location Based Services para analisar e melhorar o tráfego em cidades congestionadas; as empresas de frete podem oferecer gerenciamento e logística de frotas melhorados, e as companhias podem rastrear a localização dos ativos e ser notificadas quando o local mudar.

Clientes e parceiros aproveitam a nuvem para criar soluções de mobilidade

A TomTom é o nosso primeiro parceiro oficial na plataforma. A criação de mapas está no DNA da TomTom. A empresa criou um dos primeiros mapas digitais do mundo, aproveitando o poder da comunidade. Acreditamos que a API da TomTom, que se desenvolve na nuvem da Microsoft, é a cola que une cidades inteligentes, infraestrutura inteligente e veículos inteligentes. O Esri, líder em tecnologia de mapeamento e sistemas de informações geográficas (GIS), também pretende se juntar ao Azure Location Based Services para fornecer aos clientes empresariais um conjunto completo de gerenciamento de dados de localização, mapeamento digital e análise geográfica, fornecidos através de sua suíte ArcGIS e das APIs de desenvolvedor.

Vários provedores de serviços de mobilidade testaram o Azure Location Based Services em preview privado. A Cubic Telecom, fornecedora global de serviços de telecomunicações da Irlanda para IoT e setores automotivos, construiu uma prova de conceito que utiliza os serviços para classificar a eficácia do posicionamento de suas estações de carga e sugerir novos locais com base em hotspots de rede usando seus dados de conectividade agregados (e anônimos). A Fathym, uma empresa de soluções IoT dos Estados Unidos, está usando os serviços para ajudar as cidades, agências governamentais e empresas comerciais de caminhões a visualizar as condições climáticas das rotas em mapas, visualizar dados e otimizar outras rotas se as condições do clima não forem seguras.

O Microsoft Azure também é a nuvem preferida de vários fabricantes de automóveis. O ICONIQ, fabricante chinês de veículos elétricos, selecionou o Microsoft Azure para fornecer manutenção preventiva, diagnóstico e análise de veículos e um assistente de voz em seus carros. Essa é uma parceria chave para a Microsoft no vasto e crescente mercado de veículos chineses.

A Microsoft está construindo infraestrutura digital em sua nuvem com centenas de milhares de parceiros dos setores automobilístico, de cidades inteligentes e de localização. Além de TomTom, Cubic Telecom, Fathym e ICONIQ, fazemos um resumo das outras empresas parceiras da Microsoft que juntaram-se a nós no nosso stand da Automobility:

BrightBox: fornece uma plataforma de carro conectado chamada Remoto, que liga motoristas a seus carros, e os veículos aos fabricantes de automóveis, concessionárias e provedores de serviços de terceiros.

Cubic Transportation: NextCityTM é o framework coordenado da Cubic para construir um amanhã mais inteligente nos centros urbanos do mundo, onde o aumento das populações está resultando em maior congestionamento de tráfego, viajantes frustrados e menor produtividade. A NextCity integra todas as informações de viagem, pagamento e outras experiências do cliente, além de operações e análises em uma determinada região para todos os modos de transporte.

Delphi: constrói soluções de direção autônoma integrando soluções mais seguras, ecológicas e conectadas para os setores automotivo e de transporte.

Otonomo: constrói a primeira plataforma de mercado de dados de veículos conectada no mundo para acesso, aquisição e integração seguros e simples aos dados do veículo. Otonomo facilita uma situação vantajosa para os OEMs, provedores de serviços de mobilidade e motoristas.

O futuro da mobilidade urbana e além

O compromisso da Microsoft em melhorar a mobilidade urbana por meio da tecnologia vai além dos anúncios de produtos e parcerias. No início de novembro, anunciamos uma expansão para um projeto de pesquisa de código aberto chamado AirSim que testa a segurança dos sistemas de inteligência artificial. AirSim fornece ambientes realistas, dinâmicas de veículos e detecção de como os veículos autônomos que utilizam Inteligência Artificial podem operar com segurança no mundo real. E através do projeto Vision Zero, a Microsoft está trabalhando com empresas como a Open Data Nation (ODN) para reduzir acidentes de trânsito e feridos. A Microsoft também investiu em tecnologias que podem ajudar a criar inclusão entre governos e cidadãos, e em colaboração com o G3ict e o World Enabled, lançamos recentemente o Smart Cities for All Toolkit.

Como o número de pessoas que vivem em cidades deve triplicar até 2050, é difícil exagerar a importância das soluções baseadas em IoT, incluindo serviços baseados em localização. E uma conectividade digital maior será a realização de nossa visão para sociedades mais seguras, sustentáveis ​​e equitativas.